Irmãos do Sagrado Coração
Uma escultura inédita do padre André Coindre
30/04/2021 - Uma escultura inédita do padre André Coindre

Nas últimas décadas, um movimento para redescobrir o carisma e a influência de nosso Fundador ao longo de nossa história foi motivado por vários estudos e pesquisas conduzidos por companheiros corajosos e apaixonados. Fruto deste impulso inspirador, a descoberta de uma escultura inédita do Padre Andrés Coindre merece ser mais conhecida, até porque é única e está longe do berço da sua fundação. Portanto, teremos que voltar quase um século em nossa história compartilhada para entender a origem, relevância e importância desta escultura para nosso Instituto internacional.

Quebec é reconhecida mundialmente pela riqueza inestimável e variedade excepcional de sua herança religiosa, uma das mais impressionantes da América. Nos últimos anos, uma certa efervescência do turismo religioso cresceu surpreendemente. Pessoas vêm de todos os lugares para admirar este vasto e incrivel patrimônio composto de igrejas, templos, sinagogas, móveis, pinturas, ourives, esculturas, encruzilhadas. Montreal, corretamente chamada de "Roma das Américas", não é exceção. Os campanários abundam em seu vasto território, testemunhos do lugar predominantemente da fé cristã no desenvolvimento desta região francesa e, posteriormente, britânica. A tradição secular, a dupla herança religiosa e cultural moldam admiravelmente esta metrópole cativante, dinâmica e inspiradora.
No distrito de Hochelaga-Maisonneuve, um bairro de classe trabalhadora de língua francesa no leste de Montreal, ostenta a Igreja da Natividade da Virgem Santíssima, que foi erguida entre 1922 e 1925 dentro das paredes da antiga igreja de Hochelaga construída em 1876 e destruída por chamas. É nesta magnífica igreja, de estilo romano-bizantino, que encontramos uma impressionante escultura de uma única peça do Padre Andrés Coindre. Com sua fachada imponente e sua enorme torre sineira em estilo italiano , este edifício de pedra e pedra se tornará, ao longo das décadas, uma joia arquitetônica e patrimonial de valor inestimável. Para os habitantes locais, é conhecida como a "catedral" de East Montreal.

Como é que nosso fundador está inserido nesta imponente igreja diocesana? Presente em Montreal desde 1901, os Irmãos do Sagrado Coração não trabalhavam neste setor operário da cidade. No entanto, os encontramos poucos anos após o centenário do Instituto, em 1925, nos seguintes estabelecimentos de Montreal: Académie Meilleur (1901), Notre-Dame-de-Grâce (1902), Académie Roussin (1907), Académie Richard en Verdun ( 1908), Notre-Dame-des-Victoires (1910), Saint-François-Solano (1917), Saint-Victor (1917). Podíamos contar na ilha de Montreal naquela época com mais de noventa irmãos pertencentes a uma das duas províncias existentes, a comunidade da província de Montreal. Eles foram bem reconhecidos na metrópole canadense durante este período de efervescência religiosa por sua influência e excelente gestão de suas obras educacionais de alta qualidade.



 
Voltemos à nossa igreja construída no período de revitalização do pós-guerra. Para os católicos da época, "nada é bom nem rico demais para Deus!" Portanto, foi necessário escolher artesãos renomados para criar esta obra-prima arquitetônica. Portanto, a obra principal foi confiada aos arquitetos Dalbé Viau e Louis-Alphonse Venne. Ludger Venne, não parente de Louis-Alphonse Venne, mas com o mesmo sobrenome, posteriormente construiu duas importantes instituições vinculadas aos Irmãos Canadenses do Sagrado Coração: a Escola Jean-Baptiste Meilleur em Montreal e o Mont-Sacré-Coeur em Granby). A decoração interior da imponente igreja foi concedida em 1921 por renomados artistas de Montreal das famílias italianas Alexander Carli e Nicholas Petrucci. Este último decidiu destacar no futuro design de interiores o nome da Natividade da Virgem, ilustrando de forma brilhante a origem e o estabelecimento de muitas congregações religiosas, a fim de sublinhar sua inestimável contribuição para o nascimento e nascimento da vitalidade da Diocese de Montreal.

Para tanto, os ilustres escultores não pouparam esforços para criar e instalar em 1927, em torno do perímetro da majestosa igreja de 1000 lugares, um friso ornamental monumental de 2,14 metros de altura com o nome de Apoteose da Virgem Maria.
A obra colossal na qual encontramos 320 figuras esculpidas em tamanho natural, divididas em 27 pinturas que evocam a vida da Santíssima Virgem, institutos religiosos, os bispos de Montreal e os fundadores da cidade. É em uma dessas magníficas pinturas de fundadores de congregações masculinas que encontramos o Padre AndrésCoindre acompanhado por Marcelino Champagnat (Irmãos Maristas), Edmond Rice (Irmãos Cristãos) e Jean-Marie de La Menais (Irmãos da Instrução Cristã).

A escultura do Padre André Coindre o representa com uma Bíblia na mão apoiada no peito. Ilustração digna para este pregador incomparável e extraordinário. A esplêndida escultura do nosso fundador mede aproximadamente 1,70 metros, feita de gesso e pó de mármore dissolvido em cola. Pelo que sabemos, esta é a única estátua de uma peça única do nosso fundador no mundo. Além disso, foi erguido em uma igreja diocesana e sem a iniciativa da congregação. A Igreja da Natividade da Virgem Santíssima, como parte do 150º aniversário da paróquia, passou por grandes reformas que foram concluídas em 2017 e hoje a tornam um local de patrimônio imperdível, patrimônio religioso e cultural de Montreal.

Em frente ao majestoso edifício, uma magnífica e muito agradável praça pública chamada Place des Tisserandes foi organizada para o 375º aniversário de Montreal (1642-2017) em homenagem ao passado industrial do distrito e especialmente aos trabalhadores que trabalharam na indústria têxtil.  A indústria do algodão foi uma das primeiras a se desenvolver durante o período de industrialização do Canadá, começando na década de 1850. Em Lyon, na época de nosso fundador, a seda era fiada ali e no leste de Montreal, ao mesmo tempo. Igreja da Natividade da Santíssima Virgem, havia fábricas de algodão. A fascinante história dos nossos antepassados sempre nos surpreende e nos leva a novos horizontes.

(Texto original https://webcorjesu.org/2021/03/25/una-escultura-inedita-del-padre-andres-coindre/ traduzido por Ir. Caio Geovane, SC)
Div Sede Provincial
Rua São Vicente de Paulo, 364 . São Paulo-SP
CEP: 01229-010 . Tel (11) 3825-9210
Email: provinciadobrasil@gmail.com
  © 2014 IRSC - Instituto dos Irmãos do Sagrado Coração. Todos os direitos reservados.